Home  »   Pontos de Vista  »   Assuntos Diversos  »   Artigo

Problemas Financeiros

Estou sob uma grande pressão financeira. Com a economia do jeito que está, os negócios andam fracos e perdi boa parte da renda que preciso para honrar meus compromissos. Orei pedindo ajuda a Deus, mas gostaria de saber se existe algo mais que devo fazer para receber Suas bênçãos financeiras.

O mais importante é ter certeza que Deus o ama e quer cuidar de você. Se você for Seu filho, é o que Ele fará, pois quer suprir tudo que você precisa. “Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo a Sua gloriosa riqueza em Cristo Jesus” (Filipenses 4:19). “Deleita-te no Senhor, e Ele te concederá os desejos do teu coração” (Salmo 37:4). Entretanto, a Bíblia deixa bem claro que Deus espera que cumpramos certas condições antes de nos conceder tudo que tem para nós. Estas são dez práticas que o ajudarão a receber as bênçãos de Deus:

  • Conduza a sua vida pessoal e profissional corretamente. As bênçãos de Deus são condicionais: “Buscai primeiro o Seu reino e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33). “Se ouvires a voz do Senhor teu Deus, todas estas bênçãos virão sobre ti, e te seguirão” (Deuteronômio 28:2).
  • Dê o dízimo. Quando damos pontualmente 10% da nossa renda a Deus, contribuindo para o sustento daqueles que fazem Seu trabalho, podemos estar confiantes que Ele derramará tantas bênçãos que não teremos onde as guardar” (Malaquias 3:10).
  • Dê aos outros. Deus nos abençoa quando, além de darmos o dízimo para o sustento do Seu trabalho, somos generosos com os outros – os carentes, as boas causas e Seus obreiros. “Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade, pois Deus ama ao que dá com alegria” (2 Coríntios 9:7). “Dai, e dar-se-vos-á. Boa medida, recalcada, sacudida e transbordante, generosamente vos darão” (Lucas 6:38).
  • Agradeça ao Senhor pelo que já tem. Quer a provisão de nossas necessidades se dê pelo nosso trabalho, quer por meios inesperados, é resultado das bênçãos e providência de Deus e Ele quer que reconheçamos isso e Lhe agradeçamos. Então, quando Ele vir que estamos genuinamente agradecidos e louvando-O pelo que já nos deu, terá prazer em nos dar mais, se precisarmos. “Ofereçamos sempre por meio dele a Deus sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam [dão graças a] o Seu nome” (Hebreus 13:15). “Em tudo dai graças” (1 Tessalonicenses 5:18).
  • Peça. Pode parecer óbvio, mas, às vezes, não recebemos porque não pedimos (Tiago 4:2). Seja específico ao orar pela ajuda financeira de Deus. Diga-Lhe exatamente o que precisa. Em certas ocasiões, isso também significa ser humilde o bastante para pedir ajuda aos outros se necessário.
  • Seja um administrador sábio. Precisamos nos lembrar que o que temos nos é dado por Deus e que somos apenas os depositários, ou administradores, dessas coisas. Ele as confiou a nós e espera que as administremos com sabedoria. “Requer-se dos despenseiros [ou administradores] que cada um se ache fiel” (1 Coríntios 4:2).
  • Seja econômico e viva dentro do seu orçamento. Um bom administrador é moderado ao gastar e não desperdiça recursos. Não gaste dinheiro que você não tem, para adquirir coisas que gostaria, mas que não são absolutamente necessárias. Endividar-se ou gastar hoje achando que vai poder quitar seus compromissos amanhã, pode levá-lo à ruína financeira.
  • Orçamento. Uma das melhores maneiras de administrar o dinheiro é fazer e respeitar um orçamento de seus gastos. “O que trabalha com mão enganosa empobrece, mas a mão dos diligentes enriquece” (Provérbios 10:4).
  • Tenha fé de que Deus suprirá suas necessidades. Muitos pensam apenas no que podem fazer e não contam realmente com a ajuda de Deus. “Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que O buscam” (Hebreus 11:6). Obviamente, precisamos fazer a nossa parte, mas devemos confiar em Deus para todo o resto além da nossa condição. Ele diz: “Eu sou o Senhor, o Deus de toda a humanidade. Acaso haveria coisa demasiadamente difícil para Mim?” (Jeremias 32:27).
  • Continue orando. Às vezes, Deus nos deixa passar por dificuldades financeiras pelas mesmas razões que permite todos os outros tipos de dificuldades: para nos aproximar dEle, incluí-lO mais no nosso dia-a-dia e nos ensinar a depender mais dEle. Quando tivermos feito tudo ao nosso alcance, mas ainda assim estivermos numa situação difícil, Ele provavelmente quer que dependamos mais dEle e isso é algo que podemos fazer pela oração fervorosa. Deus promete que agirá em nosso favor quando O buscarmos de todo o coração. “E buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração” (Jeremias 29:13).